23 de julho de 2012

Promessa de Utilidade Pública

Segundo as escrituras sagradas, Jesus teria recomendado: "não deixe que uma das mãos veja o que a outra está a fazer". Porém, católicos fervorosos teimam em pagar promessas à vista do público e ao conhecimento do próximo e com gastos que poderiam ser revertidos para alguma instituição de caridade, isso de forma anônima. Tenho certeza que os santos e os desafortunados da sorte ficariam bastante gratos. Foto: Firmino Caetano Junior. Cláudio de Melo Silva. Olinda/Pe.