20 de novembro de 2016

Rio: a Grécia brasileira

A combinação deletéria entre a irresponsabilidade administrativa e a corrupção sem limites fez o Rio de Janeiro transbordar. Mergulhou o Estado no caos absoluto, cujo ápice foi alcançado na última semana com a prisão de dois ex-governadores em menos de 24 horas, Anthony Garotinho e Sérgio Cabral, flagrados em malfeitos incontestáveis. Foi a fagulha que faltava para convulsionar de vez as ruas, já em ebulição naquele momento na esteira da invasão e depredação da Assembleia Legislativa por funcionários públicos que protestavam contra os salários atrasados. Numa sensação de alívio, muitos cariocas saíram de suas casas para comemorar a prisão dos ex-governadores apanhados como saqueadores do Estado. A detenção dos dois políticos também aflorou o mais genuíno sentimento de revolta na população. Com o Rio atualmente em situação falimentar, mais uma vez quem está sendo chamado para pagar a conta é o povo. Foto: Portal IG. Igor Costa. Jornalista

18 de novembro de 2016

Sergio Moro dispensa Lula e Marisa de audiências em Curitiba

O juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, aceitou pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele e a esposa Marisa Letícia sejam dispensados das audiências da ação penal em que são réus, no âmbito da Operação Lava Jato. Assim, o casal não precisará viajar à capital paranaense na semana que vem para assistir à oitiva de testemunhas de acusação, que ocorrerá nos dias 21, 23 e 25 deste mês. O pedido havia sido feito pela defesa do petista na última segunda-feira (14). Com a decisão de Moro, apenas a presença dos advogados de Lula e Marisa será necessária no curso das audiências. No dia 17 o juiz havia notificado a Justiça Federal de São Bernardo do Campo (SP) para que intimasse o casal a comparecer à oitiva das testemunhas na semana que vem. O novo despacho de Moro não libera a presença do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, que também é réu da ação penal. Foto: Sergio Castro. Agência Brasil